OBRIGADO PELA VISITA

O LABORATÓRIO SIDERAL leva até você, somente POSTAGENS de cunho cultural e educativo, que trata do universo; das gentes; das lendas; das religiões e seus mitos, e de forma especial, dos grandes mistérios que envolvem nosso passado. Contém também muitos textos para sua meditação. Tarefa difícil, mas atraente. Neste Blog não há bloqueio para comentários sobre qualquer postagem.

A FOTO ACIMA É A VISÃO QUE TEMOS DA CHAPADA DO ARARIPE, A PARTIR DA NOSSA "VILA ENCANTADA".

domingo, 17 de fevereiro de 2013

JEJUAR - O QUE SIGNIFICA? - Por Vicente Almeida

VOCÊ SABE REALMENTE O QUE SIGNIFICA JEJUAR? 

A partir desta Quarta Feira de Cinzas entramos no período quaresmal, aquele que antecede a semana santa, a Paixão de Cristo. E nestes quarenta dias, muita gente se propõe a jejuar.

Infelizmente nem todas as pessoas se interessam em entender o que realmente significa jejuar. Acham que é simplesmente deixando de se alimentar por algumas horas. Mas esta atitude não corresponda aos verdadeiros ensinamentos legados pelo Criador, através de seus mensageiros.

E nesta esteira de erros milenares queremos ressaltar aqui o JEJUM que tantos cristãos praticam simplesmente se abstendo temporariamente do alimento necessário à vida, sem contudo associar esse ato, a intenção de beneficiar alguém.

Deixar de se alimentar espontaneamente, apenas para cumprir uma tradição milenar, sem destinar sua refeição a um necessitado, não é JEJUAR. Não há mérito algum em suspender a própria alimentação, com o propósito de agradar a Deus. Além do mais há um agravante, após o jejum, o que se consome é quase um banquete.

Acreditamos que no princípio, quando os profetas mencionavam o jejum, e quando Jesus e os apóstolos, falavam ou aconselhavam essa prática, havia um objetivo com maior alcance. Essa abstenção ou privação devia de fato resultar em benefício de alguém ou de alguma causa que saneasse dificuldades pessoais ou coletivas, ou ainda como agradecimento a Deus por graças recebidas.

A própria Bíblia ensina que jejuar, não é somente se abster de alimento. Há muitas formas de jejuar, mas essa prática, não deve se limitar somente ao período quaresmal, faça-o em qualquer dia do ano.

Entendemos que jejuar é abster-se, é privar-se de algo em benefício de alguém. Que tal se de vez em quando jejuássemos de uma forma diferente e bem mais produtiva?

Experimente jejuar por um dia, e quando decidir:

Nesse dia não evite se alimentar. Como já disse, essa prática não é meritória diante de Deus por que as pessoas sempre dizem ou demonstram que estão jejuando para que todos saibam, e assim o ato é nulo, sem eficácia.

Seu jejum teria grande mérito se fosse voltado para beneficiar ou proteger alguém, e isto é possível ao abandonar o orgulho, a vaidade, a cobiça ou qualquer outra atitude danosa ao seu semelhante:

PODERÍAMOS:

Evitar julgar as pessoas, olhando para elas como irmãos e não como inimigos;

Evitar ser ingrato com aqueles que fazem o possível para nos agradar;

Evitar ser pessimista, pois sabemos que o sol nasce para todos;

Evitar usar de má fé contra as pessoas, principalmente os oprimidos;

Evitar provocar espontaneamente a ira dos outros, não tecendo intrigas;

Evitar se queixar ou se lamentar, Deus não esquece ninguém;

Evitar tramar em pensamentos (sabemos que é difícil, mas não é impossível) - EU CONSEGUI!

Evitar ser desagradável, usando palavras mesquinhas e agressivas;

Não usar de excessiva preocupação. Tudo Deus proverá no seu devido tempo.

Respeitar a dor alheia;

E finalmente, também nesse dia, ache um tempinho para conviver com a família. As pessoas levam o trabalho tão a sério, que às vezes transformam seu lar apenas em um refeitório ou pousada. Não veem e não acompanham ali as dificuldades do cônjuge na sua luta diária, e também estafante, e mesmo assim procurando fazer o máximo para lhe proporcionar uma boa recepção... E nem é notada.

Alguns pais nem percebem o quanto os filhos dariam para ter um dedo de prosa com eles, para lhes contar do seu progresso na escola, do seu novo amiguinho, do primeiro amor e dos seus temores.

Nossa compreensão nos diz que esta é a forma de jejuar que o Criador deseja que pratiquemos. Assim exercitaremos nossa mente na direção de um objetivo, e qualquer que seja, deve ser benigno. A prática nos levará a purificação do corpo para que a alma possa elevar o seu pensamento a Deus.

O ato de jejuar é uma grande prece. Deve-se, portanto, orar sempre pelo próximo, e agradecer mais do que pedir. Quanto mais desprendimento na oração, mais a criatura se aproximará do Criador.

A mais perfeita descrição bíblica sobre o jejum, está em Isaías capítulo 58, versículos 6... Que diz textualmente:

"Sabeis qual é o jejum que eu aprecio? - diz o Senhor Deus: É romper as cadeias injustas, desatar as cordas do jugo, mandar embora livres os oprimidos, e quebrar toda espécie de jugo. É repartir seu alimento com o esfaimado, dar abrigo aos infelizes sem asilo, vestir os maltrapilhos, em lugar de desviar-se de seu semelhante.

... E o Senhor continua: SE expulsares de tua casa toda a opressão, os gestos malévolos e as más conversações;

Então tua luz surgirá como a aurora, e tuas feridas não tardarão a cicatrizar-se; tua justiça caminhará diante de ti, e a glória do Senhor seguirá na tua retaguarda. Então às tuas invocações, o Senhor responderá, e a teus gritos dirá: Eis-me aqui! SE expulsares de tua casa toda a opressão, os gestos malévolos e as más conversações."

Segundo este texto bíblico, jejuar é fazer o bem. É um ato de amor praticado em favor de alguém, válido para todos, independente do seu credo religioso.

Tenha um ótimo domingo, uma ótima semana e uma feliz páscoa.
Texto: Vicente Almeida
Republicação
17/02/2013

6 comentários:

  1. Desculpa ter excluido comentário feito. Não gostei......

    ResponderExcluir
  2. É...

    Nooossa Fidera:

    Tu não gostou mais os leitores poderiam ter gostado!

    ResponderExcluir
  3. É, Fridda, você não gostou mas os leitores com certeza iriam gostar.

    ResponderExcluir


  4. Sávio Pinheiro
    CHÁ CASEIRO

    Capim santo, canela, erva cidreira
    Trazem gosto saudável, dão sabores.
    Erva doce e hortelão imitam flores
    Exalando fragrância verdadeira.

    Chá de boldo, de flor de goiabeira
    Levarão para longe maus odores.
    E na lida diária, quantas dores
    Passarão com folhas de laranjeira?

    Garantida existe a inalação,
    Que nos faz, no nariz, divina ação
    Com gotículas pequenas de vapor.

    Motivados e com efervescência
    Revelamos com toda sapiência,
    Que o milagre dos chás é o amor!

    ResponderExcluir
  5. Vicente:

    Estou te devendo comentários. Como dispensei os anteriores, estou postanto esse SONETO de Sávio
    já que vocês teem bastante plantas medicinais.
    Veja se concorda com o que ele diz..........
    Fideralina.

    ResponderExcluir
  6. TEXTO POSTADO POR FIDERALINA:
    ******************************************************************
    UM PUNHADO DE SAL

    "O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d'água e bebesse.
    - Qual é o gosto? - perguntou o Mestre.
    - Ruim. - disse o jovem sem pensar duas vezes.
    O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse junto com ele ao lago. Os dois caminharam em silêncio, e quando chegaram lá o mestre mandou que o jovem jogasse o sal no lago. O jovem então fez como o mestre disse.
    Logo após o velho disse:
    - Beba um pouco dessa água.
    O jovem assim o fez e enquanto a água escorria do queixo do jovem o Mestre perguntou:
    - Qual é o gosto?
    - Bom! - o jovem disse sem pestanejar.
    - Você sente o gosto do sal? - perguntou o Mestre.
    - Não. - disse o jovem.
    O Mestre então sentou ao lado do jovem, pegou em suas mãos e disse:
    - A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta. É dar mais valor ao que você tem em detrimento ao que ao que você perdeu. Em outras palavras: É deixar de ser copo, para tornar-se um Lago."

    ResponderExcluir