OBRIGADO PELA VISITA

O LABORATÓRIO SIDERAL leva até você, somente POSTAGENS de cunho cultural e educativo, que trata do universo; das gentes; das lendas; das religiões e seus mitos, e de forma especial, dos grandes mistérios que envolvem nosso passado. Contém também muitos textos para sua meditação. Tarefa difícil, mas atraente. Neste Blog não há bloqueio para comentários sobre qualquer postagem.

A FOTO ACIMA É A VISÃO QUE TEMOS DA CHAPADA DO ARARIPE, A PARTIR DA NOSSA "VILA ENCANTADA".

sexta-feira, 27 de julho de 2012

REFLEXÕES SOBRE DEUS - Por Vicente Almeida

DEUS A INFINITA FORÇA DO AMOR
ACREDITE - Deus nunca lhe dará carga maior do que possa carregar.

No decorrer de nossas vidas nos deparamos com muitas situações difíceis, e às vezes, literalmente entregamos os pontos. Quando uma tormenta nos envolve e nos abandonamos a ela apenas nos acomodando a situação, Deus não poderá contribuir para nos ajudar. Mas ajudará aquele que acredita na sua capacidade para superar um grande obstáculo. Não vale a pena lamentar é preciso tomar a iniciativa erguer a cabeça e ir à luta sem precipitação, pois, nos momentos difíceis, bom mesmo, é manter a calma, ela é a melhor companheira, e também a única maneira de visualizarmos uma saída.

"ORAI E VIGIAI PARA NÃO CAIRDES EM TENTAÇÃO"

ORAI. Esta era uma das recomendações de Cristo. Enquanto oramos a Deus, na verdade não estamos orando para Deus, Ele é Santo e Puro, Alfa e ômega, isto é: O Principio e o Fim de todas as coisas.

Deus não precisa das nossas orações. Oramos em favor de nós mesmos. A oração tem a finalidade de estabelecer contato com Ele e assim permanecermos abrigados no seu amor. Enquanto oramos, nossos pensamentos voam para a Divina Misericórdia e dela recebemos um poderoso fluxo energético revigorando todo o nosso ser, purificando nossa mente, imunizando-nos de certas enfermidades e até dos nossos inimigos que não encontrarão meios para nos envolver e fazer mal.

VIGIAI. Se soubéssemos a que horas o ladrão viria bater a nossa porta, certamente impediríamos a sua entrada. Daí a recomendação de manter vigilância, não por um momento, mas sempre. Aqui o Cristo não se referia a vigilância para proteger nossos bens materiais, pois Ele não se preocupava com coisas perecíveis e que mudam de mão a cada momento.

Jesus recomendava a vigilância sobre nossos pensamentos e nossos atos. São eles que podem nos conduzir a ruína moral.

Ele sabia que quando pensamos ou praticamos atos de maldade contra nosso próximo, na verdade estamos fazendo mal maior a nós mesmos, e sempre teremos o retorno  de forma avassaladora quando menos esperarmos. Isto poderá acontecer no momento seguinte, na semana seguinte, ou em qualquer dia subsequente ao ato, até o final de nossos dias. Poderemos ainda, levar sofrimento para a vida além desta vida. Assim é, por que está escrito: Nem um "J" ou til se omitirá da lei sem que tudo seja cumprido.

Se iniciarmos o dia com pensamentos dignificantes, se praticarmos atos dignos, quanto de sofrimento não pouparíamos. É esta a vigilância que precisamos estabelecer sobre nossos atos, pensamentos e palavras.

PARA NÃO CAIRDES EM TENTAÇÃO. SE orarmos e vigiarmos de forma permanente, dificilmente cairemos em tentação, por que a oração e a vigilância nos manterão em permanente comunhão com Deus.

Lutamos muito para conquistar bens materiais e fortuitos, que oxidam, os ladrões roubam, e pelos quais muitos são assassinados. E nesta luta pela conquista material, esquecemo-nos de lutar pela conquista de dons espirituais. Nosso distanciamento do Criador, nos deixa fragilizados e a mercê de inúmeros males, por isto contraímos doenças que às vezes, nem gastando tudo que amealhamos durante a existência é suficiente para o tratamento.

A maioria esmagadora da humanidade não compreende Deus. Simbolicamente o aprisiona em um templo para ser adorado entre quatro paredes, e julgam-no ali enclausurado. Você acha mesmo que Deus ou Jesus Cristo ficam ali aguardando sua visita com o fim de atender reivindicações, que na maioria das vezes para obter a paz desejada, depende das suas atitudes e não de Deus? Deus está em todos os lugares, nos templos também, desde que ali haja dois ou mais reunidos em seu nome.

É preciso acreditar que Deus verdadeiramente não nos colocaria em situação da qul não pudéssemos sair. Normalmente as situações difíceis por que passamos são necessárias ao nosso aprendizado e evolução, quando não são resultantes de nossos caprichos e vaidades. Deus criou leis eternas e imutáveis, jamais serão alteradas para nossa satisfação.

Em lugar dos queixumes pelas dificuldades em nossa vida, devíamos esquecer a boa vida do vizinho e ir a luta para tornar a nossa, tal qual a dele, ou melhor.

Mas ao primeiro impasse, o que fazemos é correr logo em busca de um milagre. E haja promessas, melhor dizendo, negociatas: Se o Senhor santo tal me conceder essa benção eu farei isso ou aquilo em pagamento.

Essa atitude não corresponde aos anseios do Senhor. Ele quer que façamos no mínimo a nossa parte. E quando pedirmos algo, não devemos barganhar, oferecendo pagamento - Isto mais parece uma prestação de serviços mediante remuneração. Agora quando suplicamos uma benção em nosso benefício ou de alguém, devemos ser fervorosos e humildes na súplica, e se formos atendidos, devemos agradecer e orar bastante, aumentando mais ainda a nossa sintonia com o Altíssimo. Se não formos atendidos é por que Deus sabe que não é chegada a hora, ou o pedido não é digno.

Deus a eterna providência, sabe o de que precisamos antes que o peçamos e, se for do nosso merecimento, disponibilizará os meios para que a ajuda chegue a tempo.

Antes de pedirmos algo em nosso benefício, precisamos verificar se nossos atos pretéritos são dignos e nos capacitam a receber as bençãos desejadas, pois Jesus recomendou que antes de fazermos a nossa oferta, se tivermos algo contra alguém devíamos deixar a nossa oferta diante do altar e ir procurar nosso desafeto para reconciliação, e somente depois voltar e fazer a oferta.

Escrito por Vicente Almeida
27/07/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário