OBRIGADO PELA VISITA

O LABORATÓRIO SIDERAL leva até você, somente POSTAGENS de cunho cultural e educativo, que trata do universo; das gentes; das lendas; das religiões e seus mitos, e de forma especial, dos grandes mistérios que envolvem nosso passado. Contém também muitos textos para sua meditação. Tarefa difícil, mas atraente. Neste Blog não há bloqueio para comentários sobre qualquer postagem.

A FOTO ACIMA É A VISÃO QUE TEMOS DA CHAPADA DO ARARIPE, A PARTIR DA NOSSA "VILA ENCANTADA".

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

OS JARDINS SUSPENSOS DA BABILÔNIA - Por Vicente Almeida


OS JARDINS SUSPENSOS DA BABILÔNIA EXISTIRAM?

A história antiga é cheia de surpresas. Coisas maravilhosas narradas por historiadores, as vezes nos surpreendem.

Por exemplo: Quando escrevem sobre Babilônia, capital do império caldeu descrevem uma cidade-Estado bem antiga localizada na Mesopotâmia.

Sua região atual corresponde a parte sul do Iraque. Dizem que foi uma grande civilização, avançada e próspera, e era a cidade mais rica do mundo antigo ultrapassando em esplendor, qualquer cidade do mundo, mas, como todas as outras civilizações antigas, também entrou em decadência, até desaparecer na noite dos tempos restando tão somente relatos sobre seu passado.

Babilônia se tornou conhecida, não pelo reinado de Nabucodonosor, mas pela construção no século IV a.C. dos  jardins mais magníficos e panorâmicos que um rei poderia construir. Os relatos antigos informam que era um palácio gigantesco com altura entre 25 e 100 metros, que o rei havia mandado construir para agradar e consolar sua esposa Amitis, que nascera na Média, um reino vizinho, e vivia com saudades dos campos e florestas de sua terra. 
Quando o homem ama e este amor é correspondido, não há barreiras para agradar a mulher amada
Os terraços foram construídos um em cima do outro e eram irrigados pela água bombeada do rio Eufrates. Em todos os lados e andares do palácio, o rei mandou plantar árvores e as mais belas flores tropicais, e alamedas de altas palmeiras.

Aquele palácio ficou conhecido como "Jardins suspensos da Babilônia" ou "Jardins Suspensos de Semíramis". Pouco se sabe sobre sua estrutura.

E ai está o grande mistério desta construção: Como a água era bombeada do rio Eufrates até tão alto?
Quantas e quantas loucuras nós homens cometemos por amor!
O ex-ditador do Iraque, Saddam Hussein chegou a criar um "concurso" e ofereceu uma recompensa milionário para aquele que explicasse como a água era bombeada para aquelas alturas sem usar os métodos hoje conhecidos.

Embora não haja comprovação da sua existência, os Jardins suspensos da Babilônia foram  considerados como uma das sete maravilhas do mundo antigo.

Outro rei que por amor mandou erigir um belo monumento em memória de sua esposa favorita, Aryumand Banu Begam foi o imperador Shah Jahan, da Índia, com a construção do mausoléu Taj Mahal, entre 1630 e 1952, hoje considerado uma das sete novas maravilhas do mundo. Mas isto já será outra história!.

Texto: Vicente Almeida
25/10/2012

Um comentário:

  1. Eh...

    A ausência de informações mais objetivas e comprovadas, deixam muitos historiadores em dúvidas frequentes, nos repassando a ideia de que os Jardins Suspensos da Babilônia nunca existiram. Como é possível então um mito se tornar uma das sete maravilhas do mundo antigo? - MISTÉRIO!

    ResponderExcluir