OBRIGADO PELA VISITA

O LABORATÓRIO SIDERAL leva até você, somente POSTAGENS de cunho cultural e educativo, que trata do universo; das gentes; das lendas; das religiões e seus mitos, e de forma especial, dos grandes mistérios que envolvem nosso passado. Contém também muitos textos para sua meditação. Tarefa difícil, mas atraente. Neste Blog não há bloqueio para comentários sobre qualquer postagem.

A FOTO ACIMA É A VISÃO QUE TEMOS DA CHAPADA DO ARARIPE, A PARTIR DA NOSSA "VILA ENCANTADA".

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

TRAÇOS DA MATURIDADE - Por Artemísia

TRAÇOS DA MATURIDADE

Os traços da maturidade mostram a beleza que foi e é a sua vida...

Eu me acho uma pessoa normal. Olhos, nariz, boca, tudo no lugar. Meu cabelo de anjinho barroco, que a minha mãe fazia uns cachinhos lindos e deixava-me tão linda quanto o anjinho. Quando cortaram ficou muito rebelde e incomodava todo mundo. Sempre havia alguém a dar pitacos e o pobrezinho não tinha sossego.

Personalidade de adolescente de cidade pequena é muito engraçada, vai pela cabeça dos outros como se fosse piolho. Uma professora que já havia morado no Rio de Janeiro adorava mandar: “corta seu cabelo de camadas (era moda, na época!) e eu obedecia. Porque para mim ela era dona da verdade, culta, professora!

Além do cabelo de anjinho barroco... Tive um sarampo muito forte, com tosses terríveis que devem ter estrompado as minhas pregas vocais. Pois tenho uma voz rouca, diferente e isso também incomoda a todo mundo. Não é um elefante, mas... Quando digo incomoda a todo mundo, me incluo. Minha auto-estima era muito baixa até compreender que isso são pequenos detalhes que podem e devem ser superados. Basta querer e eu sempre quis.

Não era fácil conviver com os amigos. Um dia um grande amigo, “mui amigo”, disse para eu cortar a cabeça e jogar fora porque dela não se aproveitava nada. Ah, esqueci de dizer que além do cabelo de anjinho barroco, voz rouca, era cheia de sardas que nem a Poliana.

O que meu amigo não sabia era que eu me tornaria uma pessoa cheia de sonhos. E quando se sonha a vida tem sentido. Nunca tive depressão por ser feia, mas andava igual uma abestalhada sempre com um lenço amarrado na cabeça, pensando que era bonito. Era moda. Mas eu usava mesmo era para esconder o cabelo rebelde. Passei a ser incomodada pelo pano na cabeça. Parecia que tinha feridas!

O tempo, ah, o tempo! Tudo o tempo resolve. Até isso passa. Tudo passa. Continuo rouca, sardenta, mas o cabelo perdeu toda aquela beleza da infância de anjinho barroco. Tornei-me uma pessoa feliz, alegre e que acredita na beleza interior superando a carcaça visível que se transforma com o tempo.

A beleza do envelhecer está na sabedoria que se ganha com as experiências marcantes de cada situação vivida.

Chamam de terceira idade, melhor idade, feliz idade, eu chamo de FELICIDADE. Alcançar a maturidade com traços que mostram o que foi e o que é a sua vida. De que forma conduziu os dons a você destinados.

Somos nós, somente nós, os verdadeiros responsáveis a construir a nossa felicidade a cada momento. Se felicidade é estado de espírito, diga sempre para ele que você é feliz e ele estará feliz também. Leva-se um tempo para compreender...

********************************************

Esta pérola foi extraída com autorização da administradora do Blog:
www.artemisia-palavraspalavras.blogspot.com.br

O texto está em perfeita sintonia com nossos pensamentos aqui no Laboratório Sideral.

Escrito por Artemísia
em 28/11/2010
Aqui publicamos hoje 16/08/2012

3 comentários:

  1. Ai, Vicente, se eu disser que estou chrando, sei que você acreditará.
    Engraçado, todos os dias acompanho este Blog, mas ontem, justo ontem, não o acessei!
    Que bom!
    A emoção ficou reservada para Hoje!
    Que lindo, Vicente, que ficou o texto neste Blog!
    Obrigada, pela postagem.
    O B R I G A D A mesmo!
    E um grande abraço.

    Artemísia

    ResponderExcluir
  2. Eh...

    Artemísia:

    O prazer é todo meu por haver descoberto seus maravilhosos textos.

    É uma feliz comunhão de ideias que precisamos repassar, em virtude das lições embutidas no texto.

    ResponderExcluir
  3. Artemisia,querida: você pode não ter mais os cabelos de anjo, mas continua com uma voz muito especial; que por sinal eu adoro ouvi-la; e tem mais! escreve textos que tocam ao coração, como sinfonia celestial. Abraço carinhoso e fraterno. Fatima Gibão.

    ResponderExcluir