OBRIGADO PELA VISITA

O LABORATÓRIO SIDERAL leva até você, somente POSTAGENS de cunho cultural e educativo, que trata do universo; das gentes; das lendas; das religiões e seus mitos, e de forma especial, dos grandes mistérios que envolvem nosso passado. Contém também muitos textos para sua meditação. Tarefa difícil, mas atraente. Neste Blog não há bloqueio para comentários sobre qualquer postagem.

A FOTO ACIMA É A VISÃO QUE TEMOS DA CHAPADA DO ARARIPE, A PARTIR DA NOSSA "VILA ENCANTADA".

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

A NATUREZA ACALMA - Por Vicente Almeida

Lembre-se que a natureza, com todos os encantos, existe para você.

Existe um psiquiatra na curva do caminho.

Você se sente estressado? Faça uma caminhada. Seu corpo se refaz. Seu sangue circula melhor. Sua vista se delicia com novas paisagens e os pensamentos opressivos desaparecem.

Lembre-se de que você faz parte da natureza. Do chão. Das árvores. Da luz. Do sol. Das estrelas. Da chuva. Do vento.

Não se deixe cercar de muito artificialismo.

pessoas que, de tanto se afastarem da natureza, se tornam alérgicas e já não podem mais desfrutar as belezas do vento, da chuva, da terra molhada, das folhas soltas espalhadas pelo chão.


Do livro de mensagens: "A TEMPESTADE ACALMADA" 2005, P. 21
- Não publicado.
Autorizado pelo autor: Padre Antonio Teodósio Nunes.

12/09/2012

5 comentários:

  1. Eh...

    Desde jovem aprendi a conviver com a natureza.

    Sempre gostei da vida ao ar livre, longe da civilização urbana, da selva de pedras.













    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vicente, também nasci no campo. Cresci tomando banho de riacho e de açude. Quem não viveu esta experiência não sabe o seu valor.
      Ando um pouco atarefada com os cursos!
      Um grande abraço.

      Excluir
  2. Vicente:

    A minha natureza não combina com a "NATUREZA"....
    Nascida e criada com os pés na lama, na roça, banhada pelas águas dos açudes e riachos e nunca pecebi a beleza de tudo isso! Para mim, aquela vidinha se resumia numa solidão sem par. Durante o dia, os trablhos grosseiros se acumulavam e à noite; a serenata dos sapos na lagoa.
    Hoje, vejo tudo por outro ângulo. Não soube ou não fui orientada para admirar o que é belo!
    O Alvorecer, era sinal de luta, ir pro cacimbão trazer água para manter a casa e o por do sol era a escuridão e o lampião de gaz.
    É meu amigo, a vida não foi fácil para os meus pais. No entanto, soube valorisar a cultura presentiando os filhos com os ensinamentos que adquirimos.
    Hoje, agradeço a Deus e a eles, a oportunidade de ser essa pessoa que vos fala.
    Desculpa usar seu Laboratório. A postagem não enriquece a sua, aproveitei o assunto Natureza e falei demais............
    Abraços: Fideralina.




    ResponderExcluir
  3. Eh...

    ARTEMÍSIA:

    Bom te ver por aqui. Todo trabalho enriquece a alma. Quando gostamos do trabalho ele se transforma em laser.

    FIDERALINA:

    Seus comentários sempre enriquecem as postagens, por que eles falam alinhados ao tema.

    A maioria de nós nascemos agricultores ajudando mais ou menos nas lutas diárias do nosso lar, conforme nossa idade e possibilidades.

    É por isto que nos sentimos felizes, pois contribuímos com nossa parcela.

    ResponderExcluir
  4. Vicente, eu sou a chuva, o vento, a terra, o sol, o mar, a relva, o orvalho, a brisa, as folhas, as arvores; e tudo mais que a natureza é. Não saberia, ou melhor não poderei viver sem essa integração com essa Mãe-Pai que é a Natureza Divina. Fátima Bezerra Cordeiro.

    ResponderExcluir