OBRIGADO PELA VISITA

O LABORATÓRIO SIDERAL leva até você, somente POSTAGENS de cunho cultural e educativo, que trata do universo; das gentes; das lendas; das religiões e seus mitos, e de forma especial, dos grandes mistérios que envolvem nosso passado. Contém também muitos textos para sua meditação. Tarefa difícil, mas atraente. Neste Blog não há bloqueio para comentários sobre qualquer postagem.

A FOTO ACIMA É A VISÃO QUE TEMOS DA CHAPADA DO ARARIPE, A PARTIR DA NOSSA "VILA ENCANTADA".

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

PRECE PELAS MÃES - Por Valdênia Almeida


PRECE PELAS MÃES


Abençoa Senhor aquela mãe infeliz
Que por falta de condição
Sem permissão de um juiz
Deu seu filho à adoção
Para que ele assim cresça feliz;

Abençoa Senhor a mãe bondosa
Que sem ajuda do marido
Desditosa e sem dinheiro
Cria e educa o seu filho querido
E faz dele um engenheiro;

Abençoa Senhor a mãe aflita
Que teve o seu filho amado
Vitima de assassino
Cruel louco e desalmado
Que o deixou ferido
Ou morto e ensangüentado;

Atende Senhor o pedido que te faço
E na tua glória infinita
Não permitas que mais mães
Sofram mais tanta desdita
Nas mãos de agressores tresloucados
Insensatos, insensíveis, e malfadados
Por conta de tanta e tanta injustiça.

Escrito por Valdênia Almeida
07/09/2012

5 comentários:

  1. Valdênia:

    Parabéns pelo poema e pelo tema. Você está se saindo muito bem. Continue escrevendo suas poesias.
    Mais uma de suas farsas! Posso dizer que é super dotada!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Valdênia,

    Parabéns pelo poema, um dia vamos conversar e eu contarei o que minha mãe sofreu ao perder um filho nas mãos de um assassino. Abraço,
    Fátima Bitu

    ResponderExcluir
  3. Sabe amiga Fideralina. O Vicente insiste muito que eu escreva algo, mas, acho que não gosto de me posicionar em frente a um computador e passar horas navegando. As vezes para agradá-lo vou sondar seus escritos ai vem aquela vontade de rabiscar alguma coisa, como esta poesia.

    ResponderExcluir
  4. Fátima Bitu. Depois de um feriado prolongado estamos retornando e vi seu comentário. É claro que um dia desses nos encontraremos para um papo informal, descontraído.

    ResponderExcluir
  5. Eh...

    Realmente a poesia mais parece uma prece, e esta última estrofe fala direto ao coração:

    Atende Senhor o pedido que te faço
    E na tua glória infinita
    Não permitas que mais mães
    Sofram mais tanta desdita
    Nas mãos de agressores tresloucados
    Insensatos, insensíveis e malfadados
    Por conta de tanta e tanta injustiça.

    Você que foi mãe seis vezes, inclusive duas por adoção sabe muito bem que a maternidade é uma dádiva divina.

    O amor de uma verdadeira mãe transcende a tudo, e suas preces vencem distancias infinitas chegando ao Criador, que as transformam em sagradas bênçãos em atenção ao seu pedido.

    BENDITAS TODAS AS MÃES!

    ResponderExcluir