OBRIGADO PELA VISITA

O LABORATÓRIO SIDERAL leva até você, somente POSTAGENS de cunho cultural e educativo, que trata do universo; das gentes; das lendas; das religiões e seus mitos, e de forma especial, dos grandes mistérios que envolvem nosso passado. Contém também muitos textos para sua meditação. Tarefa difícil, mas atraente. Neste Blog não há bloqueio para comentários sobre qualquer postagem.

A FOTO ACIMA É A VISÃO QUE TEMOS DA CHAPADA DO ARARIPE, A PARTIR DA NOSSA "VILA ENCANTADA".

domingo, 2 de setembro de 2012

TESTEMUNHO DE FÉ - Por Vicente Almeida


NADA É POR ACASO

E dizem que Deus escreve certo por linhas tortas. NUNCA acreditei nessa história. Ele não precisa de linhas para escrever.

No dia 19 de agosto, "O Terço das mulheres" da nossa comunidade, através de suas obreiras decidiu ofertar um balaio de alimentos - bem maior que uma cesta, para uma família carente em comemoração à semana dedicada à família.

Feita a convocação, todas compareceram à nossa Capela. Cada uma portando a sua oferta.

O que nos surpreendeu, foi o fato de que entre aquelas que trouxeram sua doação, estar a pessoa selecionada para receber os mantimentos. Era ela muito carente, e de nada sabia.

De uma doação que já havia recebido tirou um quilo de alimento e foi uma das primeiras a por no balaio da coleta dizendo "Graças a Deus recebi hoje uma cesta de alimentos".

Essa senhora possui uma família de doze pessoas (incluindo dois netos) e é uma batalhadora incansável. O seu esposo havia viajado para outro estado em busca de emprego.

Às 19 horas as mulheres do terço saíram da Capela em cortejo, cantando e louvando ao Senhor, com dois “Homens do Terço” da mesma comunidade da qual faço parte, à frente conduzindo o balaio com os mantimentos.

Andamos uns 300 metros e ao dar meia volta em direção à casa da senhora em questão, que ficava na mesma rua da capela, ela que integrava o grupo exclamou:

Ei gente! Peraí, mas aqui é a minha casa!

Somente naquele momento, foi informada pela minha esposa, integrante também do "Terço das Mulheres" que a sua casa foi designada para receber as bênçãos do Senhor na forma daquela oferta de mantimentos.

A senhora em questão era uma pessoa muito simples, com quase sessenta anos, pôs-se então a soluçar e chorar, e sua emoção contagiou bastante as mulheres do terço, que também se emocionaram e abraçadas romperam em lágrimas.

Carinhosamente a chamamos de Dona Lourdes. Admiramos sua luta para a manutenção da família. Apesar da idade derrama o suor do seu rosto através do árduo trabalho nas casas da comunidade lavando e passando, e já não sabia o que dizer ou fazer diante do milagre divino da multiplicação gloriosa da sua desprendida oferta.

**********************************************
****************************

Não posso expressar meu ponto de vista, para não parecer tendencioso, já que fui parte integrante daquele momento. Mas você sabe o que se passa em nossa mente em momentos assim. Posso dizer, porém, que senti muito orgulho pela prova de desprendimento de que ela é dotada.

Uns repartem o que é seu, e estão cada vez mais ricos, outros arrebatam o que não é seu, e estão sempre na pobreza (Prov 11:24)

Tenha um ótimo domingo.

Escrito por Vicente Almeida
02/09/2012

2 comentários:

  1. O exemplo dessa senhora muito me emocionou. Ela, na sua simplicidade não sabia o quanto foi importante a sua atitude.
    Que Deus a conserve e ilumine sua vida!

    ResponderExcluir
  2. Amiga Fideralina

    Tu não podes imaginar o que senti naquele momento em que ela veio e pôs no balaio a sua contribuição. Mal sabia que era destinada a ela mesma. Todas ficamos pasmas pois era extremamente pobre mas participava assiduamente do nosso "Terço das mulheres".

    Naquela hora vi em minha mente um texto bíblico ressoando "Dá do pouco que tens àqueles que têm ainda menos".

    ResponderExcluir